Apesar da decrescente probabilidade de regulação global para enfrentar a mudança climática, há evidências que indicam que os registos das casas sustentáveis e esforços de redução de gases de efeito estufa permanecem fortes, e que o interesse na eficiência e gestão do consumo de água está em ascensão. Neste contexto, os edifícios verdes também estão em crescimento, como as tendências globais o comprovam. De acordo com uma pesquisa publicada recentemente num inquérito mundial de tendências em construção ecológica, 51 por cento das empresas que responderam ao compromisso de incorporar a sustentabilidade, fizeram-no em mais de 60 por cento dos seus trabalhos realizados em 2015.

 

O desenvolvimento sustentável requer o envolvimento de todos

A estratégia de Sustentabilidade da Sika provou o seu mérito: Com o aumento da eficiência energética em cerca de 15% durante 2014 e 2015, em comparação com 2013, a Sika está no bom caminho. Para a Sika, a sustentabilidade tem sido um tema central desde então, e o uso eficiente dos recursos acompanha toda a organização. O objectivo do desenvolvimento sustentável requer o envolvimento de todos os participantes ao longo de toda a cadeia de valor, assim como a identificação de tópicos em áreas com importância comum para todos os envolvidos.

 

A análise de relevância na estratégia de sustentabilidade

Subjacente ao seu compromisso, a Sika repete a cada dois anos a análise de relevância levada a cabo durante o desenvolvimento da estratégia de sustentabilidade. Os grupos mais importantes de investidores internos e externos são contactados para determinar quais as questões de sustentabilidade que consideram mais importantes, avaliando se as mudanças relevantes tiveram lugar. Uma pesquisa recente em 2015 demonstra que as prioridades escolhidas ainda são as correctas e os sistemas de metas de Sika continuam válidas.

 

Consumo de água foi reduzido em 43%

A Sika está empenhada em medir, melhorar, relatar e comunicar continuamente a criação de valor sustentável. O consumo de água por tonelada vendida foi reduzido no mesmo período em 43% para 0,41m3. Os investimentos, em vários projectos de energia e de eficiência hídrica nas fábricas da Sika em todo o mundo, compensam largamente. Desde 2013, a quantidade de resíduos gerais foi reduzida em 3,3%. O número de acidentes de trabalho, que corresponde ao tempo de paragem de trabalho superior a um dia, mostrou uma diminuição anual de aproximadamente 10%.

 

Melhorar a segurança e a pegada ecológica

Como um exemplo de melhoramento de acções de segurança, a Sika Austrália lançou uma nova política mundial de tolerância zero nas práticas perigosas de todas as fábricas, sem restrições orçamentais para projectos e iniciativas. As actividades e métodos em curso incluem campanhas de sensibilização, educação de segurança, alertas e monotorização, auditorias e inspecções locais, análises de causas, actividades semanais de segurança, boletins, e quadros informativos. Criar mais valor, com menos impacto – é esse o objectivo.

 

Águas subterrâneas usadas na produção de adesivos e selantes

Mas as ambições internas da Sika cobrem a gestão dos recursos internos. Nas instalações da Sika nos Estados Unidos, em Lyndhurst, uma quantidade grande de água fria corrente dos seus poços foi utilizada no processo de produção de adesivos e selantes. Em 2014, a fábrica investiu num sistema de refrigeração em circuito fechado, reduzindo o consumo de água em 500.000m3 e melhorando a sua capacidade de arrefecimento.

 

Tratamento de lixo orgânico

Nas fábricas de Rio Negro e Tocancipa, a Sika Colombia trata lixo orgânico de restaurantes, de trabalhos de jardinagem, de contentores de adjuvantes de lama e limpeza de cisternas, o que leva à eliminação de custos de desperdícios e a redução dos impactos ambientais. Adúbos e húmus estão a ser usados nas plantas em actividades de jardinagem e em casas de funcionários.

 

Aumento dos benefícios dos consumidores e redução dos impactos ambientais

A construção sustentável é uma preocupação mundial: Singapura, por exemplo, tem estado na frente deste desenvolvimento, encorajando fortemente os criadores, arquitectos, e construtores a usar produtos de recursos eficientes. Reduzir o cimento Portland nas argamassas optando por ligantes hidráulicos, prova eficiência de recursos. A gama de argamassas sustentáveis Sika’s LCS Optiroc inclui argamassas cimentícias, cimentos-cola, e betonilhas para pavimentos que contém 20% menos de cimento comparando com produtos de performance similar, e conseguem uma redução da pegada de carbono em menos 15%. Como resultado, a gama de argamassas sustentáveis LCS vai de encontro aos requisitos da Singapore Green Label e contribui para que os construtores de Singapura possam atingir as suas metas.

 

E sobre as embalagens?

A substituição de embalagens de alumínio de unipacks costumizados para adesivos de vidro automóvel reduzirá o consumo anual de material de embalagem de adesivos em poliuretano de 170 para 164 ton, ajudando a alcançar os objectivos de sustentabilidade e a poupar custos de resíduos. Uma nova linha de embalagem foi instalada na fábrica da Sika US, em Lyndhurst, para gerir o volume crescente de unipacks. A desembalagem é projectada para servir 97% dos trabalhos de substituição de vidro automóvel. A nova solução foi entregue juntamente com um pacote de suporte completo, incluindo vídeos e materiais de formação para facilitar a passagem da informação para os clientes.

 

Olhando pela vida de cada um

Esta é apenas uma amostra da selecção de medidas que a Sika está a tomar. Para além de actividades empresariais como estas que aqui anteriormente abordámos, a cada um de nós é pedido para adaptarmos os nossos estilos de vida individuais, de modo a fazermos a nossa parte para com o mundo. Isto começa com o nosso dia-a-dia para o trabalho e termina nas lâmpadas que usamos nas nossas casas à noite. A sustentabilidade na Sika é sobre explorarmos as possibilidades que os desenvolvimentos técnicos, científicos e sociais, aproveitando o que elas nos estão a oferecer.