A arte urbana é uma forma de arte mais visual do que o grafiti ocasional, dependendo do motivo que está por detrás do trabalho do artista, ao mesmo tempo que provoca uma vasta gama de diferentes reacções pelo público, e estabelece uma relação entre o artista e a comunidade, pela sua expressão e cultura.

 

Ruas que mostram beleza e cultura à sua volta

A arte urbana redefiniu a forma como a criação e a arte são vistas. As pinturas tradicionais e as esculturas contidas em museus de arte têm um público limitado que consiste apenas naqueles que pretendem apreciar a arte e que têm  verdadeiro interesse nisso. A arte de rua, com as suas cores tipicamente  vibrantes e efeitos que saltam aos olhos, apanha a maior parte dos olhares tentando que eles se desviem dos jornais e dos smartphones, mostrando que a vida é mais que trabalho ou horários a cumprir, e que as pessoas deviam apreciar mais a beleza e a cultura à sua volta.

 

Arte urbana faz de Paris o Louvre

Artistas célebres de rua, como o pintor britânico e cineasta Banksy, que trouxe a arte dele aos maiores museus à volta do mundo (incluindo o Louvre de Paris), até já mencionado na lista dos 100 pessoas mais influentes de 2010 da Revista Time, viaja frequentemente entre países para espalhar o seu design. Alguns artistas ganharam seguidores, atraíram os meios e a atenção do mundo da arte, passando a trabalhar comercialmente nos estilos que fizeram o seu trabalho ser reconhecido nas ruas.

 

Slogans de grafitis em edifícios, pontes e comboios

O vandalismo dos grafitis tornou-se um problema amplo, visto nas grandes cidades e em pontes de estradas e também em comboios. O que estamos aqui a falar são peças não profissionais de grafitis, feitas por amadores, sendo a vasta maioria desses grafitis constituídos por nomes, adjectivos ou slogans ofensivos.

 

O vandalismo grafitado custa biliões por anos em limpeza

A conta da limpeza é apresentada aos proprietários e gestores de instalações de edifícios públicos e privados, assim como a empresas ferroviárias. Os custos normalmente associados com a remoção e prevenção de grafitis chegam a biliões de dólares anualmente. No Reino Unido, o custo de remoção de grafitis anda à volta de 1 bilhão de libras por ano. Em França, o problema desse custo é estimado em mais de 10 milhões de euros e nos Estados Unidos, à volta de 1,3 mil milhões de dólares. Além disso, a cidade de Paris, por exemplo, gasta 3 milhões de euros por ano na remoção de cartazes ilegais. Em Sydney a câmara municipal gasta 1 milhão de dólares por ano.

 

Como proteger os edifícios contra o vandalismo?

A maioria dos fora-da-lei nesta matéria trabalha rapidamente, quando poucas pessoas estão por perto. Os grafitis e as pinturas ilegais ocorrem predominantemente a horas tardias, à noite e em fins de semana, pelo que existe pouca evidência desses actos. Existe alguma maneira fácil de conseguir protecção a longo prazo contra esses actos de vandalismo? E como podem ser removidos estes persistentes grafitis usando apenas um jacto de água ou até mesmo uma mangueira com água fria, esfregando o grafiti com um pano sem a ajuda de agentes de limpeza agressivos?

O revestimento transparente e permanente Sikagard®-850 AG, é um agente anti-grafitti e anti- cartazes que pode ser facilmente aplicado com pincel, rolo ou equipamento de pulverização profissional para substratos minerais, substratos revestidos, madeira e até mesmo em metais.

 

Sem detergentes nem produtos de limpeza agressivos – água fria é suficiente!

O substrato não tem de ser recoberto após a remoção de grafite como é o caso de outros sistemas alternativos. Não há necessidade de detergentes, produtos de limpeza agressivos, água quente ou jacto de alta pressão. Tudo o que é necessário é um simples jacto de água ou uma mangueira de água fria, e o grafiti pode ser facilmente retirado com um pano limpo. Os cartazes, depois da aplicação do produto cairão sozinhos após alguns dias. Após a aplicação, o produto deixa uma película brilhante que pode sutilmente enfatizar as cores da superfície.