Após 17 anos de construção: O túnel ferroviário mais longo do mundo está activo

O túnel Gotthard, na Suíça, abrange 152km de sistemas de túneis, através da rocha e é o túnel ferroviário mais longo do mundo com 57km de comprimento. Os dois ramais do túnel estão conectados a cada 325 metros, com ligações transversais que abrem caminho para os Alpes. Podem passar até 260 comboios de carga e 65 comboios de passageiros, por dia. A velocidade máxima para comboios de carga é de 160km por hora e os comboios de passageiros podem acelerar até 250km por hora.

 

Barreira quebrada entre o norte e o sul

Quando o túnel Gotthard foi aberto oficialmente em 1 de Junho de 2016, a barreira entre o norte e o sul foi finalmente foi quebrada. Graças ao túnel, os comboios irão correr através dos Alpes e pouco têm que subir. Este é um marco verdadeiramente importante nos transportes e na mobilidade do futuro.

 

2.000 metros sob rocha

O túnel de Gotthard é algo novo e especial em escavação. Atravessa uma das maiores serras dos Alpes. Sob os picos mais altos, o túnel atravessa cerca de 2000m sob rocha e o seu cume está apenas a 550m acima do nível do mar. Para comboios de mercadorias pesadas e comboios modernos de alta velocidade, esta nova linha reduz o tempo de viagem de Zurique a Milão em cerca de uma hora.

 

152km de túnel

O avanço em 15 de Outubro de 2010 foi o momento em que ficou claro que – com o túnel Gotthard – este projecto de construção de 100 anos seria concluído com êxito. Onze anos após as primeiras operações de explosão, foram rasgados 57km de comprimento total do túnel. No momento da inauguração, tinham sido construídos 152km de túnel, tendo sido escavadas 28 milhões de toneladas de rocha da montanha.

 

100 anos de projecto

A história de sucesso da Sika começou também nos túneis Gotthard há mais de 100 anos atrás. Com a impermeabilização da electrificação do túnel ferroviário em 1918, a Sika criou as condições para o sucesso dos caminhos-de-ferro no eixo Norte-Sul e também a base para o sucesso global da empresa. O túnel Gotthard teve desafios semelhantes aos de 1918, juntamente com outros novos.

 

Betão sustentável – 100 anos de vida útil

Não foram apenas as dimensões estruturais que colocaram enormes exigências sobre os engenheiros responsáveis pela obra; foram, acima de tudo, as altas temperaturas subterrâneas de 30 a 40 °C que tinham de ser geridas. As exigências das especificações de engenharia dos materiais, tais como a durabilidade do betão, era uma questão crucial a cumprir numa estrutura para cem anos.

 

40.000 toneladas de produtos Sika

O túnel ferroviário mais comprido do mundo, forma agora o coração da nova ligação ferroviária Alptransit (NRLA). A Sika esteve envolvida durante todo o período de 14 anos de construção, incluindo os trabalhos preliminares de 1996, entregando 40.000 toneladas de produtos, em que se incluem 20.000 toneladas de adjuvantes. A Sika forneceu o sistema de impermeabilização, os produtos químicos de construção, as soluções de máquinas para este projecto, contribuindo com todo o seu know-how. Partes do sistema de impermeabilização do túnel também foram instaladas pela Sika. A escavação do túnel é estabilizada por betão projectado usando adjuvantes Sika de alta qualidade e máquinas de betão projectado.

 

Passageiros passam agora a desfrutar de viagens curtas para Itália

A partir de Junho de 2016, os passageiros passaram a desfrutar de viagens curtas para Itália. O túnel de Gotthard é por si mesmo um testemunho contemporâneo dos esforços humanos para construir uma infra-estrutura que não liga apenas regiões e cidades, mas também países e até mesmo todo o continente europeu. Os Alpes não serão mais um obstáculo. Um projecto que levou mais de 100 anos tornou-se, afinal, num grande sucesso.