Uma paleta de cores bem trabalhada pode fazer maravilhas para um quarto. O uso da cor e de imagens gráficas podem provocar emoções e percepções únicas do espaço. A cor tem uma capacidade de acalmar ou excitar. Pode fazer um quarto parecer menor ou mais espaçoso, ou até mesmo desencadear reacções subconscientes. A cor pode ser o elemento mais vital, impactante e expressivo na caixa de ferramentas de um designer.

Como as cores impactam com as pessoas?
A cor provoca sensações na mente e efeitos fisiológicos que causam mudanças no corpo. A cor afecta os sentimentos de uma pessoa sobre o espaço - onde a luz e cores frias parecem expandir um espaço. As cores escuras, quentes, tendem a diminuir o espaço tornando-o menor.As cores podem mudar a percepção do peso e do tamanho?A percepção do peso e tamanho são sentidos de forma semelhante – onde cores frias e luminosas parecem menos pesadas do que, cores brilhantes e escuras. As cores têm um efeito comprovado sobre a temperatura corporal - tons quentes (vermelho, laranja , amarelos ) podem elevar a temperatura, enquanto cores frias têm um efeito oposto.

O tempo varia com as cores?
A cor pode afectar a percepção do tempo de uma pessoa - espaços de cores quentes tendem a fazer com que uma pessoa se sinta como se permaneça há mais tempo, e o tempo parece passar mais devagar. As cores podem estimular ou excitar, provocar tédio ou calma, e até mesmo melhorar a recuperação de alguns pacientes.

Visão geral sobre as cores mais usadas:
Vermelho
Com maior poder e energia que todas as cores, os vermelhos avançam no espaço. Nos interiores, ele pode ser usado como uma cor de destaque, mas pode ser demasiado forte quando usado como a cor dominante num quarto. Sugere-se que olhar para a cor vermelha pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial, o que pode não ser uma cor adequada para uma unidade de saúde onde o objectivo do espaço é ter o efeito oposto.

Laranja
Quando iluminado e abafado, o laranja pode ter um efeito refrescante. Tons brilhantes devem ser considerados com cuidado, pois têm propriedades muito estimulantes.

Amarelo
O Amarelo é reflexivo e acrescenta destaques estimulantes . É ideal num hall de entrada ou sala com pouca luz natural, uma vez que dá uma ilusão de luz solar directa. Quando acinzentado ou diminuído, o amarelo tem um efeito refrescante, embora os tons brilhantes sejam os que oferecem mais impacto, devem ser considerados com cuidado.

Verde
Quando acinzentado, aquecido ou arrefecido, o verde faz um bom fundo. Quando iluminado, o verde sente-se tranquilo, e quando claro, ele faz sentir-se energizante e revigorante. As cores da natureza, nas folhas e árvores, podem ser tons maravilhosos para serem usados em instalações, quando as vistas da natureza podem não estar sempre visíveis.

Azul
Como chave para a decoração interior, todas as tonalidades de azul podem ser usadas com sucesso num espaço, especialmente para criar uma atmosfera relaxante ideal em espaços de recuperação. O azul pode ajudar no sono e induz tranquilidade.

Violeta/roxo
Muitas vezes usado em pequenos apontamentos, o violeta ou roxo pode ser muito dramático. Usado em grandes espaços pode ser perturbador. A cor tende a estimular a parte criativa do cérebro e, portanto, pode não ser adequado para áreas de unidades de saúde onde os pacientes precisam de descansar a sua mente.

Branco
O branco pode dar a ideia de mais espaço num quarto, o que é útil para um arquitecto que gostaria de abrir espaços reduzidos. No entanto, em corredores para uso de pacientes, a ausência de cor (todo o ambiente branco) pode criar um perigo visual para pessoas com sensibilidade visual reduzida. As cores podem dar pistas visuais de referências espaciais, a fim de evitar quedas e desequilíbrios.

Embora depois de muita pesquisa científica os artistas, designers de interiores e arquitectos, têm a percepção de como a cor pode afectar drasticamente humores, sentimentos e emoções. É uma poderosa ferramenta de comunicação e pode ser usado para sinalizar acção, influenciar o humor, e causar diferentes reacções fisiológicas.