É importante que os automóveis do futuro reduzam a sua massa. Os filtros são baseados em espumas expansivas que se aplicam em áreas vazias específicas na estrutura da carroçaria do automóvel, enquanto que os reforços são usados para fortalecer locais da estrutura do automóvel que reduzem o peso total do veículo. Agora é a hora para se desenvolver um novo produto para atender às necessidades do mercado.

 

VIAGEM SOSSEGADA E PROTECÇÃO DO PÓ
Foi necessária inovação, motivação e colaboração entre inúmeros países para o desenvolvimento bem sucedido e a implementação do produto da próxima geração SikaBaffle®, o SikaBaffle®-450. Aplicado no chassi nas fábricas de OEMs (Produtoras de Peças Originais) dos fabricantes de automóveis, o produto reage ao calor do forno de revestimento para selar o veículo.

Além de garantir ao motorista uma viagem silenciosa, ele também protege o veículo contra a humidade e a poeira da estrada. O material da nova geração tem o dobro de expansão com o calor.

 

REDUÇÃO GLOBAL DE PARTE DA MASSA
O aumento do nível de expansão, combinado com peças recém-desenvolvidas, resulta numa redução geral da massa das peças. Isto é especialmente importante como pressão reguladora para o aumento da eficiência do combustível, o que deu início a uma tendência para a redução da massa no sector automobilístico.

SikaBaffle®-450 será lançado, por exemplo, num novo modelo Jaguar, com produção na Europa a partir de 2015. Os primeiros protótipos de veículos com SikaBaffle®-450 foram produzidos em Dezembro de 2013.

 

A INOVAÇÃO ESTÁ A ENCONTRAR SOLUÇÕES
Inovação significa resolver um problema real. Neste caso, nas limitações em certas aplicações devido à dureza e nível de expansão do actual do produto. O material do filtro precisa de derreter e de se expandir para selar as cavidades do automóvel. O processo de inovação que levou à nova geração de SikaBaffle® necessitava de um trabalho de investigação e design por parte dos nossos departamentos de tecnologia e engenharia, respectivamente.

Esta é a prova de que um novo produto pode ser usado em múltiplas OEMs.

O novo desafio é modificar o produto para atender aos requisitos das OEMs da América do Norte, o que está previsto completar-se durante o ano de 2014.