A SIKA PROTEGE OS SEUS DADOS

A presente informação sobre Proteção de Dados do Site descreve como a Sika Portugal, SA, Rua de Santarém, 133, 4400-292, Vila Nova de Gaia ("Sika Portugal, SA" ou “nós”, "nos" ou "nosso") como controlador processa os dados pessoais e outras informações dos usuários ("você" ou "seu”), em especial dentro do Regulamento Geral de Proteção de Dados ("RGPD") ao usar o site prt.sika.com (“Site").

 

1. Categorias de dados pessoais, fins de processamento, base legal e fonte

a. Dados Pessoais fornecidos ativamente por você:

Se criar uma conta de usuário em nosso site, você será solicitado a fornecer os seguintes dados pessoais a seu respeito: Nome, endereço postal, endereço de e-mail, senha selecionada. A Sika processa esses dados pessoais com o objetivo de prestar nossos serviços. O fornecimento dos dados pessoais é voluntário. No entanto, os mesmos são necessários à criação de uma conta de usuário. A base legal para o processamento de tais dados pessoais é o contrato sobre o uso do Site (Art. 6 (1) al. b RGPD).

Ao proceder à sua inscrição no boletim informativo e concordar com o recebimento de boletins informativos e com o processamento do seu endereço de e-mail para essa finalidade, será solicitado que seja fornecido o seu endereço de e-mail. Usaremos seu endereço de e-mail para enviar regularmente boletins informativos. Salientamos que a indicação do seu endereço de e-mail é voluntária, no entanto, o mesmo é imprescindível ao recebimento dos boletins informativos. A base legal para o processamento dos seus dados pessoais para o envio de boletins informativos é o consentimento (Art. 6 (1) al. a RGPD).

 

b. Outras informações recolhidas passivamente:

Além dos dados pessoais que você fornece ativamente, o Site pode recolher, processar e armazenar automaticamente determinadas informações, sob seu pseudônimo:

  • Informações do dispositivo e uso - que podem incluir (i) informações específicas do dispositivo usado para aceder ao site (incluindo, entre outros, modelo, sistema operacional, endereço IP, idioma, operadora e informações semelhantes) e (ii) informações sobre o uso de recursos, funções ou notificações no dispositivo, e com o objetivo de o identificar e analisar as suas tendências e preferências com vista a prestar-lhe um melhor serviço;
  • Análise de sites - como a frequência com que um usuário usa o site, uso agregado, dados de desempenho. Usamos a análise de sites para nos permitir entender melhor a funcionalidade e o uso do nosso site. A base legal para esta finalidade são os nossos interesses legítimos (Art. 6 (1) al. f RGPD) que são os seguintes: monitorar e manter o desempenho do site e analisar tendências, uso e atividades relacionadas ao nosso site.

 

2. Destinatários

a. Transferência para prestadores de serviços

A Sika pode contratar prestadores de serviços externos, que atuam como processadores de dados da Sika, para fornecer determinados serviços para a Sika, como provedores de serviços de site, provedores de serviços de marketing ou provedores de serviços de suporte de TI. Ao fornecer esses serviços, os provedores de serviços externos podem ter acesso e/ou processar seus dados pessoais.

Esses prestadores de serviços externos estarão sujeitos às obrigações contratuais de implementar medidas de segurança técnicas e organizacionais adequadas para proteger os dados pessoais dos respetivos usuários e utilizadores e para processar os dados pessoais apenas conforme as instruções obtidas.

 

b. Outros destinatários

Alguns dos nossos colegas que administram o site e fornecem serviços de TI podem ser colaboradores internos da Sika e respectivo Grupo. Ao administrar o site, os nossos colegas podem ter acesso e/ou processar seus dados pessoais. A respectiva transferência de dados pessoais entre o Grupo é baseada nos interesses legítimos do Grupo que legitimam a transmissão de dados pessoais dentro do grupo de Sika para fins internos administrativos e de suporte. O acesso é limitado aos colegas com a necessidade de conhecer tais informações.

A Sika também pode transferir seus dados pessoais para agências de aplicação da lei, autoridades governamentais, advogados e consultores externos em conformidade com a lei de proteção de dados aplicável. A base legal para tal processamento é o cumprimento de uma obrigação legal à qual a Sika está sujeita ou tem interesses legítimos, como o exercício ou defesa de reivindicações legais.

A lista atualizada de processadores de dados e terceiros com os quais compartilhamos dados está disponível mediante solicitação à Sika, nos dados de contato abaixo especificados.

 

c. Transferências internacionais de dados pessoais

Os dados pessoais que recolhemos ou recebemos podem ser transferidos e processados por destinatários localizados dentro ou fora do Espaço Econômico Europeu ("EEA") e que não oferecem um nível adequado de proteção de dados. Os países que são reconhecidos por oferecer um nível adequado de proteção de dados do ponto de vista da legislação da UE são Andorra, Argentina, Canadá, Suíça, Ilhas Faroé, Guernsey, Estado de Israel, Ilha de Man, Jersey, Nova Zelândia e República Oriental do Uruguai. Os destinatários nos EUA podem ser parcialmente certificados pela Proteção de Privacidade UE-EUA e, por conseguinte, considerados como tendo um nível adequado de proteção de dados do ponto de vista da lei da UE. Na medida em que os seus dados pessoais são transferidos para países que não proporcionam um nível adequado de proteção de dados do ponto de vista da legislação da UE, basearemos a respetiva transferência em salvaguardas adequadas, como cláusulas padrão de proteção de dados adotadas pela Comissão Europeia. Solicite uma cópia dessas salvaguardas apropriadas entrando em contato connosco, conforme estabelecido no cap. 5 (Contato) abaixo. O acesso é limitado aos destinatários que precisam conhecer as informações.

 

3. Quais são os seus direitos e como reivindicá-los seus direitos?

Se tiver declarado seu consentimento para quaisquer atividades de processamento de dados pessoais, poderá retirar esse consentimento a qualquer momento com efeito futuro. A remoção do consentimento não afeta a legalidade do processamento verificado até tal data.

De acordo com a lei de proteção de dados aplicável, o titular dos dados pode ter o direito de: - solicitar acesso aos seus dados pessoais, solicitar a retificação de seus dados pessoais; solicitar o apagamento de seus dados pessoais, solicitar limitação de processamento de seus dados pessoais; solicitar a portabilidade de dados e fazer objeções ao processamento de seus dados pessoais. Os direitos mencionados podem ser limitados pela lei nacional de proteção de dados aplicável. Para obter mais informações sobre esses direitos, por favor, consulte o Anexo “Seus Direitos”, ou entre em contacto directo com a Sika através do seguinte endereço electronico:

Também tem o direito de apresentar uma reclamação junto à autoridade supervisora de proteção de dados competente. Para exercer seus direitos, entre em contato com a Sika conforme indicado na seção (5) abaixo ou use o formulário específico da Web “Exerça seus direitos" disponível no site da Sika.

 

4. Por quanto tempo mantemos seus dados pessoais?

Seus dados pessoais serão retidos pelo tempo necessário para fornecer os serviços solicitados. Quando a Sika não precisar mais usar seus dados pessoais para cumprir as obrigações contratuais ou estatutárias, serão removidos dos sistemas e registos e/ou serão tomadas as providências necessárias para anonimizá-los adequadamente para que não possa mais ser identificado, a menos que precisemos manter suas informações, incluindo dados pessoais, em conformidade com as obrigações legais ou regulamentares às quais a Sika está sujeita, por exemplo períodos de retenção estatutários.

 

5. Contacto

Em caso de dúvidas sobre este Aviso de Processamento de Dados, entre em contato connosco:

Sika Portugal, SA
Rua de Santarém, 133
4400-292 Vila Nova de Gaia
Portugal

, +351 223 776 900.

 

Anexo - Os Seus Direitos

(a) Direito de informação e acesso: O titular dos dados tem o direito de obter do responsável pelo tratamento a confirmação de que os dados pessoais que lhe digam respeito são ou não objeto de tratamento e, se for esse o caso, o direito de aceder aos seus dados pessoais, categoria de dados, finalidades de tratamento, destinatários a quem os dados foram ou são divulgados, prazo de conservação. Esta informação será prestada informaticamente, ou em suporte físico, sendo que neste último caso, poderá terá um custo de €0,50 por impressão acrescido dos respectivos portes de envio.

(b) Direito à retificação: O titular tem o direito de obter, sem demora injustificada, do responsável pelo tratamento a retificação dos dados pessoais inexatos que lhe digam respeito. Tendo em conta as finalidades do tratamento, o titular dos dados tem direito a que os seus dados pessoais incompletos sejam completados, incluindo por meio de uma declaração adicional.

(c) Direito de apagar ("direito de ser esquecido"): O titular tem o direito de obter do responsável pelo tratamento o apagamento dos seus dados pessoais, sem demora injustificada, e desde que justificado nos termos do dispone no art.º 17º do RGPD, nomeadamente quando tais dados deixares de ser necessário para a finalidade que motivou a sua recolha ou tratamento, qaundo seja retirado o consentimento pelo titular, não existirem interesses legítimos prevalecentes que justifiquem o tratamento, ou para cumprimento de qualquer obrigação jurídica.

(d) Direito de limitação de processamento: Sob certas circunstâncias, o titular dos dados tem direito a limitar o tratamento dos seus Dados Pessoais, e nos termos do disposto no art.º 18º do RGPD.

(e) Direito à portabilidade de dados: Sob certas circunstâncias, o titular dos dados pode solicitar que os dados que lhe dizem respeito, nomeadamente dados tratados num formato estruturado, de uso corrente e de leitura automática, e o direito de transmitir esses dados a outro responsável pelo tratamento sem que o responsável a quem os dados pessoais foram fornecidos o possa impedir , lhe sejam facultados, ou entregues a destinatários por aquele indicados.

(f) Direito de oposição: Sob certas circunstâncias, o titular dos dados pode ter o direito de se opor ao tratamento de dados, O responsável pelo tratamento cessa o tratamento dos dados pessoais, a não ser que apresente razões imperiosas e legítimas para esse tratamento que prevaleçam sobre os interesses, direitos e liberdades do titular dos dados, ou para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial.

Quando os dados pessoais forem processados para fins de marketing direto, o títular tem o direito de se opor a qualquer momento ao processamento de dados pessoais a seu respeito para essa finalidade, o que inclui o perfilhamento na medida em que está relacionado a tal marketing direto. Nesse caso, seus dados pessoais não serão mais processados.